Matéria do Instituto Semeia sobre o Aniversário de 10 anos do ISSA


Instituto de Segurança Socioambiental (ISSA) completa 10 anos com avanços importantes para a agenda de desenvolvimento sustentável de Guarujá


O Instituto participou da criação da APA da Serra do Guararu, em 2012, que resguarda o maior conjunto de remanescentes da Mata Atlântica, mangues e restinga do município. Saiba mais! 

   Em outubro de 2010, um grupo de pessoas engajadas e lideradas pelo ex-comandante da Polícia Militar Ambiental, João Leonardo Mele, deu início a uma importante iniciativa voltada ao fortalecimento dos mecanismos de proteção da extensa área verde de Guarujá: era a criação Instituto de Segurança Socioambiental - ISSA.


  Desde então, o Instituto tem atuado diretamente na elaboração de projetos de revitalização ambiental para o município, com foco no estabelecimento de unidades de conservação de manejo sustentável. “Entendemos que a criação de áreas protegidas é um importante instrumento de gestão ambiental e social de um território, além de atuar na proteção e valorização do patrimônio ambiental, histórico, social, estético e paisagístico da nossa região”, diz Mele, fundador e atual diretor-presidente do Instituto.


   Guarujá é um dos municípios da Baixada Santista que abriga grandes porções da Mata Atlântica, um dos biomas mais ricos e biodiversos do planeta. Nesse sentido, o ISSA desenvolve projetos de cunho socioambiental que visam promover a conservação de áreas remanescentes da Mata Atlântica, restingas e manguezais.


   Dentre as principais iniciativas relacionadas a esse propósito e que contaram com a atuação do Instituto, destaca-se a criação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra do Guararu em 2012, localizada na região conhecida como Rabo do Dragão e gerida de modo compartilhado entre o poder público e a sociedade civil. A eficiência dessa gestão resultou, no ano de 2018, em um reconhecimento internacional conferido pela rede global Local Governments for Sustainability (ICLEI): a unidade foi eleita como um dos três melhores modelos de eficácia em Governança Ambiental do país.


Outra iniciativa liderada pelo Instituto, apresentada e referendada na Conferência Municipal de Meio Ambiente de 2019, foi a proposta de criação do Corredor Ecológico de Guarujá, que prevê a implementação de uma nova APA na Serra de Santo Amaro, que se uniria a APA da Serra do Guararu. Com isso, mais de 45% do território do município se tornaria uma Unidade de Conservação, resultando em um maior potencial de desenvolvimento do turismo de natureza da região, além de um mecanismo fundamental para a garantia da proteção da rica biodiversidade local.

Ao relembrar esses e outros projetos de sucesso do Instituto, o diretor-presidente conclui: “o resultado obtido nesta primeira década de existência do ISSA atravessou diferentes cenários sociais, políticas e econômicos. Neste contexto, nos mantivemos perseverantes em nossos objetivos e, principalmente, no comprometimento em lutar pela Ordem Pública Ambiental e Social, o que nos orgulha muito”. Para o futuro, Mele acredita na continuidade dos trabalhos e no fortalecimento dessa agenda para o município, que têm inspirado cada vez mais outras cidades da região a adotarem iniciativas mais sustentáveis e alinhadas com a proteção das riquezas naturais.

aqui
WhatsApp Image 2020-11-03 at 19.08.38